December 31, 2013

QUERER PAZ ONDE A JUSTIÇA NUNCA EXISTIU.


Rapper Pirata

   Existe algo perverso no espirito do brasileiro, a sua vontade de PUNIR para se fazer JUSTIÇA, como isso fosse resolver os problemas que faria essa sociedade ser democrática de fato. Em razão deste tipo de pensamento, não é difícil dizer que vivemos na sociedade mais violenta do mundo,  a que mascara-se um país da paz branca que não aceita as outras cores. Os defensores dessa punição sempre é contra o outro e não contra si;  geralmente esse outro é preto, pobre, periférico, nordestino, sulamericano, africano, mulher, criança, adolescente, comunista, petista, socialista, nativo (índio), cigano, sem teto, sem terra, morador em condição de rua. Será que todos os problemas se resolvem com multas, prisões, mortes e castigos? Isso não são formas para domesticar o ser humano para interesses de grupos?

December 25, 2013

FALA AE! LADRÃO!
Autor: André Luiz dos Santos
Interprete: Rapper Pirata
Produção: Rapper Pirata
rapperpirata.blogspot.com

Tu queres se achar o perigoso né...
com idéias fracas que entende o jogo né...
o qual você perde toda hora né...
criminoso,
para melhorar seu rap não faz nenhum esforço,
da alma do seu prus os escrotos
que gostam despejar seus ódios nos metidos a apetitoso,
os como você que diz toda a estratégica do seu ruim jogo,
vai se achando o Alcapone de tênis novo,
otário para ser mafioso tem que calar a boca,
sentir a dor da tortura até osso,
não é bancando o que faz e acontece,
hei! Zé! O crime não é para muleques,
é para profissionais que a sociedade racista fabrica demais,
deixando eles com a vontade do falso status,
querendo colocar a mão no volante do carros alemão,
virando recruta para policiais
que ganham mais que o salário,
prometida pela cobra da eleição,
que chorando diz que defenderá,
o cidadão que se diz de bem
que acredita que tem bens
aqui nas ruas do Brasil nunca vai acabar a corrupção,
se não o veneno da víbora deixará de enganar muitos pelo sistema de comunicação,
e você rimando assuntos biológicos que é sangue bom,
a AIDS na periferia matando seus irmãos,
a baboseira sai da sua boca como espuma de sabão,
chega até valorizar o dia 13 da falsa abolição,
acredita que o feriado 20 de novembro é para ficar no litoral
 queimando seus poucos neurônios do seu cabeção,
fala sem saber o que é revolução, evolução,
tu achas que é subir no palco,
para sentir-se o mais foda e ficar xingando a população,
atras da lona fica fissurado num fumo bom,
maluco! Você diz razão!
sendo a mais pura contradição,
te ouvir não é compromisso,
é desperdiço de tempo e audição

Refrão:
Fala ae! Ladrão
Da rima dos outros,
da atitude dos outros,
do desenho dos outros,
do schat dos outros,
da dança dos outros,

Ai! Sei que você que o mais cabuloso daqui,
só porque eu curto rap,
vou ter no meu quarto seu poster e cd,
como você fosse o mais perigoso OG,
sendo que está mais pra rapper de disco antigo fazendo pose,
Acredito se aqui fosse as ruas do Bronx,
você não existiria nem de uma gang você participaria,
seja Crips ou Bloods,
sendo que quando você ouve o som de uma sirene se esconde.
ainda temos que fazer o certo, correr pelo certo,
meso se estivermos cercados por desonestos,
Ai! Super mc! Seja esperto os pretos, latino e os nordestinos
vão sobrivivendo na cidade para viver o mais que possível,
quando você assistir um filme de Spike Lee,
analise as imagens e verifique como a merda é igual nas ruas,
que o rappers que você copia rima,
lá está a esquina, a prostituta, o ladrão, o traficante, a mulher e a criança,
e para nos eliminar os tiras,
independente de quem faz a eloquência ritimica,
uma coisa é diferente para os caras,
o hip hop é toque de midas,
que transforma o empregado no dono da firma,
aqui você só sente preguiça,
vai esperando patrão ou dono de gravadora,
Ai! Mente vazia você quer que outros façam sua correria,
para ser aparentimente independente,
O que é mais fhoda!
o que é mais importante que conquistamos que foi a auto estima,
você tornou algo engraçado para aqueles que querem o controle da periferia,
você de shure ma mão defecando pela boca irmão,
o Racionais já rimou: Uns são personagens para o Chico Anisio Show,
previsão certa para os vinagres que se dizem a nova safra,
uns são originais,
e os resto é tudo farsa,
você acredita que o dono da televisão vai colocar sua imagem e sua fala na tela,
otário para de tirar,
comece a melhorar essa merda que você rima,
xingando, negociando, discutindo politica,
é phoda tem hora que da vontade de ensinar aquele muleke que trafica,
lavar a sua grana,
mas não vou ficar bancando de essa de NWA,
porque das ruas de São Paulo muita merda eu sei....


Refrão:
Fala ae! Ladrão
Da rima dos outros,
da atitude dos outros,
do desenho dos outros,
do schat dos outros,
da dança dos outros,

December 07, 2013

AMAR


RAPPER PIRATA

Amar... Romance no ar


pelas palavras 


aquele da solidão da vida


necessitando de seu olhar


para que sinta o amor por alguém que te pedira


um real que poderá ser para pedra


mas quem ama 


ama a vida de quem seja


amar sem cobrança


como essa rima solta


para você parar e pensar


mexendo com suas profundas


emoções para acelerar seu coração


e deixar cair dos olhos uma lágrima


trilando pelos traços de seu rosto


num suicídio


o herói canto da sua boca vai aparar e salva-la


em seus lábios esparramará 


fazendo a sentir o sabor que salga


sua doce boca


tudo por querer amar a vida

October 30, 2013

Audiência Pública

AUDITÓRIO PRESTES MAIA
Você está em: Home  Auditório Prestes Maia

Violência policial em São Paulo mostra racismo da polícia militar

http://www.tvt.org.br/watch.php?id=15052&category=204

Violência policial em São Paulo mostra racismo da polícia militar
Adicionado em 29/10/2013
Violência policial em São Paulo mostra racismo da polícia militar
A afirmação é do participante do Fórum HipHop,Miguel Angelo da Silva.Veja também o comentário da presidenta Dilma Rousseff sobre a morte do adolescente Douglas Rodrigues, que levou um tiro de um policial militar.

October 29, 2013

Entrevista na CBN

TERÇA, 29/10/2013, 10:23

'Depois que as manifestações vieram para a periferia, foram chamadas de vandalismo'

Entrevista com o Rapper Pirata, membro do Fórum de Hip Hop e do Comitê Contra o Genocídio da Juventude Preta, Pobre e Periférica.
Ouvir


Leia mais: http://cbn.globoradio.globo.com/cbn-sp/cbn-sp/2013/10/29/DEPOIS-QUE-AS-MANIFESTACOES-VIERAM-PARA-A-PERIFERIA-FORAM-CHAMADAS-DE-VANDALISMO.htm#ixzz2j8mVZT1dhttp://cbn.globoradio.globo.com/cbn-sp/cbn-sp/2013/10/29/DEPOIS-QUE-AS-MANIFESTACOES-VIERAM-PARA-A-PERIFERIA-FORAM-CHAMADAS-DE-VANDALISMO.htm